Nikkol VC-IP : Vitamina C encapsulada

 

A vitamina C é um dos ativos cosmecêuticos mais utilizados na dermatologia e cosmética, devido às suas propriedades como despigmentantes, estimulador da síntese de colágeno, protetor da pele e inibidor da peroxidação lipídica. Entretanto, a vitamina C apresenta pequena estabilidade, uma vez que pode ser facilmente oxidada, mudando de cor e alterando as características originais do produto. Isso dificulta sua utilização em formulações dermocosméticas.

Nikkol VC-IP é um produto de tecnologia Nikkol, uma conceituada empresa japonesa, que desenvolve pesquisas constantes para obtenção de derivados da vitamina C que preservem ou que superem as propriedades funcionais e que apresentem melhor estabilidade química do que o ácido livre.

 

Nikkol VC-IP é a vitamina C na forma de éster.

É tetraisopalmitato de ascorbila, um derivado lipossolúvel da Vitamina C que apresenta alta estabilidade ao calor (suporta temperaturas superiores a 200ºC), boa solubilidade em óleos e excelente absorção percutânea.

 

Propriedades:

* antiaging, por estimular a síntese de colágeno;

* protetor da pele frente os efeitos nocivos do sol (UVA/UVB);

* despigmentante, por inibição da melanogênese;

* inibidor da peroxidação dos lipídeos da pele.

 

Avaliação da eficácia:

Estimulação da síntese de colágeno

O colágeno é uma proteína imprescindível para a manutenção da saúde da pele. O L-ácido ascórbico é co-fator para duas enzimas importantes na síntese dessa proteína: prolihidroxilase e lisilhidroxilase.

Nikkol VC-IP ao ser absorvido pela pele vai sofrer ação enzimática, sendo clivado e originando o ácido ascórbico livre, que pode então agir como co-fator no sistema enzimático responsável pela síntese de colágeno.

Para verificar a ação do Nikkol VC-IP na síntese de colágeno, foi conduzido um teste de eficácia in vitro, em cultura de fibroblastos humanos.

Os fibroblastos foram cultivados em meio enriquecido com L-[2, 3H] prolina e contendo concentrações diferentes de Nikkol VC-IP e ácido ascórbico. Depois de 24 horas, as células foram homogeinizadas e a quantidade de L-[2,3H] prolina presente no colágeno produzida foi doseada por cintilação. O Nikkol VC-IP tem ação estimuladora da síntese de colágeno muito superior ao ácido ascórbico livre, sendo cerca de 50% mais efetivo do que o ácido livre, na mesma concentração.

 

Proteção da pele frente aos efeitos nocivos do sol

Proteção frente a UVA

A radiação UVA tem poder de penetração na pele e é capaz de induzir a ionização de algumas moléculas , formando o que chamamos radicais livres.

Fibroblastos humanos foram tratados com várias concentrações de Nikkol VC-IP durante 24 horas. Radiação UVB foi aplicada e as células cultivadas por mais 24 horas. A presença de p53 no meio foi avaliada pelo método Western-Blot.

A expressão de p53 é significativamente menor nas células tratadas com Nikkol VC-IP do que naquelas não tratadas, demonstrando redução significativa dos danos causados ao DNA em função da ação protetora de Nikkol VC-IP. Esse efeito protetor é diretamente proporcional à concentração, nas doses estudadas.

 

Proteção frente aos danos celulares causados por UVA:

Queratinócitos HaCat foram tratados com 80mM de Nikkol VC-IP, irradiados com UVA e incubados por 24 horas, após o que foram analisados por microscopia eletrônica. Os resultados mostram um efeito protetor sobre as células, minimizando os danos causados pela exposição aos raios UVA.

 

Proteção frente aos danos celulares causados por UVB:

A proteção frente à radiação UVB foi verificada em queratinócitos HaCaT que foram tratados com 100mM de Nikkol VC-IP, irradiados com UVB e incubados por 24 horas, após o que a viabilidade celular foi observada e os resultados plotados. Os resultados mostram um efeito protetor sobre as células, com redução dos danos celulares causados pela exposição aos raios UVB.

 

Inibição da melanogênese

Considerado ótimo clareador , Nikkol VC-IP libera L-ácido ascórbico na pele, o qual reduz dopaquinona a dopa, substância biossintetizada na fase inicial da melanogênese.

Melanócitos humanos foram tratados com meio contendo Nikkol VC-IP por 4 dias. O conteúdo de melanina foi então avaliado pelo método de slot-blot. Os resultados permitem concluir que Nikkol VC-IP é altamente eficaz na inibição da melanogênese, sendo que a utilização de apenas 0,2% de Nikkol VC-IP inibe a síntese de melanina em cerca de 90 pontos percentuais em relação ao controle.

 

Inibição da peroxidação de esqualeno na pele:

A peroxidação dos lipídios da pele resulta em uma série de efeitos indesejáveis, como a redução do efeito protetor de barreira, degradação das membranas celulares, diminuição dos níveis de hidratação e da emoliência cutânea.

Uma solução de 10% de Nikkol VC-IP ou uma solução placebo foram aplicadas na região do antebraço de voluntários. Após 4 horas, foi irradiado UVB e coletadas amostras de sebo. As quantidades de esqualeno e peróxido de esqualeno foram analisadas por HPLC.

O efeito inibitório de Nikkol VC-IP na peroxidação do esqualeno é estatisticamente superior em comparação ao placebo, mostrando que Nikkol VC-IP é eficaz na redução da peroxidação dos lipídeos cutâneos.